Fundo Escuro  
    
                                       
Colocação Pronominal.

Em português o pronome pode vir antes, depois ou no meio do verbo e conforme a colocação existe um nome especifico. Veja:

Próclise: antes do verbo - Aquilo me aborreceu muito mesmo.  
Mesóclise
: meio do verbo - Dar-lhe-ei um conselho. 
Ênclise
: depois do verbo - Dê-me um cigarro.
Aí você se pergunta: “Ainda se usa isso?" - Mas é claro que sim! A não ser a mesóclise que esta caindo em desuso as outras formas são absolutamente comuns no dia-a-dia. Preste atenção que você vai perceber.


Como se usa

PRÓCLISEaparece em: 

orações que contenham uma palavra ou expressão negativa (não, ninguém, nada, nunca, etc.).
exemplos:
Não nos iludamos com uma carinha bonita.
Nunca me disse a razão da briga.
• orações que contenham advérbios e pronomes indefinidos sem que haja pausa.
Exemplos:
Aquele tipo de espetáculo nunca nos interessou.
Aqui se bebe o bom vinho.
De repente todos se calaram.

• orações iniciadas por pronomes e advérbios interrogativos.
Exemplos:
Quem me resolve isso?
Quando te darão o resultado do teste?

• orações iniciadas por palavras exclamativas e nas optativas.
exemplos:
Quantas mentiras foram ditas ali! Deus te ajude!

• em orações subordinadas.
Exemplo:
Quando me comunico com as crianças, é fácil.

• com o gerúndio precedido da preposição "em".
Exemplo:
Em se tratando de finanças, dirija-se ao tesoureiro.

• com orações alternativas (coordenada sindética alternativa).
Exemplos:
Ou se calça a luva e não se põe o anel.
Ou se fica em casa ou se vai ao cinema.


MESÓCLISE só será empregada no futuro do presente:
Hoje em dia quase não se usa esta forma (talvez por não se saber bem como)
Ex: As futuras gerações perguntar-se-ão como foi possível que isso existisse.

ÊNCLISE. Usa-se:
 com verbos no início do período.
Exemplo: Sabe-se que a temperatura vai diminuir.

• com verbos no imperativo afirmativo.
Exemplo: Levanta-te e anda!

• com verbos no gerúndio não precedidos da preposição "em".
Exemplo: Ela está consolando-o.

• com verbos no infinitivo pessoal.
Exemplo: É mais prudente afastar-se de brigas.