Fundo Escuro
                        Palavras da LinguaTupi

Porque esta página esta aqui?
Por que usamos muitas palavras indígenas  no dia a dia sem perceber.
Uma rápida pesquisa na internet vai fornecer bastante informação sobre isso. Tente.Pode ser interessante.
Aqui estão algumas palavras tupi de uso frequente.
 

Abaetê: pessoa boa, pessoa de palavra, pessoa honrada

Abati: cabelo amarelo, loiro (a)

Aimberê: rijo, inflexível

Amanda: (amaná), chuva  

Amapá: (ama'pá) árvore de madeira útil, e cuja casca  amarga, produz látex medicinal.

Anhanguera: diabo velho

Anhangabaú: rio do feitiço, ou, do malefício

Anhembi: rio dos nambus (antigo nome do rio Tietê)

Aracy: a mãe do dia, a fonte do dia, a origem dos pássaros

Arapuca: armadilha para aves

Aricanduva: lugar onde existem palmeiras

Avaré: (awa'ré, abaré) amigo, missionário, catequista

Biboca: moradia humilde  

Borborema:lugar deserto (cidade do estado de São Paulo)

Butantã: terra firme, dura

Canoa: embarcação a remo, esculpida no tronco de uma árvore.
Uma das primeiras palavras indígenas registradas pelos descobridores espanhóis

Capenga: pessoa coxa, manca.

Cari: o homem branco, a raça branca

Carioca: (kari'oka), casa do branco

Curumim: menino (kurumí).

Etê: bom, honrado, sincero

Guarapiranga: arara vermelha

Goitacá: nômade, errante, aquele que não se fixa em nenhum lugar

Guaratinguetá: reunião de pássaros brancos 

Guaxupé:abelha preta,órfão de mais desconhecidos

Ibi: terra.

Ibirapuera: árvore nova

Ibirubá:pitangueira do mato (cidade do Rio Grande do Sul)

Ibitinga: terra branca (tinga).

Igaraçu: canoa grande (literalmente)-(cidade do estado de São Paulo "Igaraçu do Tiete)

Iguaçu: água grande, lago grande, rio grande.

Igarapava:
porto das canoas , ancoradouro de canoas (cidade do Estado de São Paulo)

Iguatemi: rio lento e lamacento

Imbituba: lugar com muito imbé -(tipo de planta rasteira) Cidade do estado de Santa Catarina. 
Leia mais aqui: Imbituba no Wikipedia 

Indaiatuba:Muitos indaiás (tipo de palmeira)

Ipanema: água ruim, rio sem peixes

Ipiranga: rio vermelho, ou , barrento

Ita: pedra 

Itabira:pedra que brilha

Itacoatiara: pedra pintada / escrita ( cidade no estado do Amazonas)

Itaquaquecetuba: muitas taquaras cortantes (se refere um a um tipo de bambu(taquara) do qual se fazia facas muito afiadas.


Itaipava: pedra redonda, cachoeira (marca de cerveja)

Itaipu : água que ronca,  pedra que canta

Itajubá: pedra amarela (ita, ajubá).

Itapeva: pedra chata, lajeado (nome de cidade do estado de São Paulo)

itapetininga : caminho de pedras, lajeado (cidade do estado de São Paulo)

Itapuã:ponta de pedra- arpão com ponta de pedra.


Itaquera : pedra que dorme , nascente de rio

Itaúna: pedra preta (ita, una).

Itatiba:lugar com muitas pedras (cidade do estado de São Paulo)

Irapuã: colméia, casa de abelha

Jabaquara: rio veloz, refugio dos fujões.

Jaçanã: o gritador, o que grita alto. (tipo de ave)

Jundiaí:rio dos bagres (cidade do estado de São Paulo)

Lapa: gruta, abertura em rochedo

Mandaqui: rio impedido, lento, montão úmido

Maracá:  chocalho usado em solenidades

Membira: filho ou filha.

Moema: fazer surgir, manhã, nascer do dia

Mooca: fazer casas, casa da mosca

Morumbi: mosca verde (varejeira)

Motirõ: mutirão, reunião para fins de colheita ou construção

Nanbiquara: fala inteligente e de gente esperta.

Oca: cabana ou palhoça, casa de índio

Ocara: praça ou centro de taba, terreiro da aldeia

Ocaruçu: praça grande, aumentativo de ocara 

Pacaembu : Riacho das pacas, atoleiro, brejo

Pará (1): rio

Pará (2): prefixo utilizado no nome de diversas plantas

Paracanã: tribo indígena encontrada durante a construção hidrelétrica de Tucuruí, no rio Tocantins.

Paraguaçu: mar imenso, nome da filha do chefe Tupinambá que se casou com Diogo Álvares ,o Caramuru, em 1531.
Também é o nome indígena do Rio da Prata


Paraíba (1):  rio ruim, rio que não se presta à navegação.

Paraibuna: rio escuro e que não serve para navegar

Paraitinga - rio branco e ruim (nome de cidade, São Luís do Paraitinga)

Paraná: mar

Paranapiacaba:lugar de onde se vê o mar (municipio de Santo André)

Paraopeba: rio de águas rasas

Parauapebas: afluente raso de rio grande (cidade do estado do Pará)


Pauá (tupi): (pawa, pava) tudo, muito, no sentido de grande extensão.

Pari: cercado para apanhar peixes, curral

Peba: branco, branca ( peva, peua).

Pereba: pequena ferida.

Pernambuco: mar com fendas, recifes.

Piauí: Rio de piaus (tipo de peixe).

Pindaíba: anzol ruim, quando não se consegue pescar nada.

Pindamonhangaba: lugar onde se faz anzóis

Piraquê: (também poraquê) - entrada de peixe - também é nome do peixe elétrico.

Piracanjuba: peixe de cabeça amarela - também conhecido como "dourado"

Piracuama:cova dos peixes, remanso dos peixes (rio do estado de São Paulo)

Pirajui: rio dourado, ou,  rio de peixes amarelos (nome de cidade do estado de São Paulo)

Porangaba:bela vista

Pirituba: juncal, onde existem juncos em quantidade

Poti: camarão.

Potiguar: pitiguar, potiguara, pitaguar, indígena da região nordeste do Brasil.

Potirendaba: lugar das flores, jardim

Puca: armadilha (arapuca).

Puçá: armadilha para peixes.

Sapiranga: olhos vermelhos, (sá: olhos, piranga: vermelhos).

Sauá: uma das espécies de macaco.

Sergipe: rio do siri.

Sunaré: propenso a unir, cola, grude

Tabatinga:casa branca

Tapiratiba: Lugar com muitas antas (nome de cidade  no estado de São Paulo)

Tatuapé: caminho dos tatus, rio raso.

Tietê: rio verdadeiro (rio que cruza a capital paulista)

Tijuca: lama, charco, pântano, atoleiro.

Tinga: branco, branca.

Tiririca: erva daninha que se alastra com rapidez, arrastar-se.

Tocantins: bico de tucano.

Tucuruvi: gafanhoto verde.

Uaçá: caranguejo.

Uaná: vagalume (urissanê).

Ubá: canoa (geralmente feita de uma só peça de madeira)

Ubatuba: lugar das canoas, ou , da cana de
açúcar

Xará: tirado do meu nome.

Xavante: (nome de um tipo de avião) tribo indígena pertencente à família linguística Gê.
 Ocupa extensa área, limitada pelos rios Culuene e das Mortes, Mato Grosso.

Yacamim: ave ou gênio, pai de muitas estrelas (jaçamim)

Yamí: noite.

Yapira: mel (japira).

Yara: deusa das águas, lenda da mulher que mora no fundo dos rios.

Yasaí: açaí, fruta que chora.

Muita informação sobre índios do Brasil em Indios do Brasil  

Algumas palavras apresentam mais de uma tradução, dependendo da fonte consultada

Veja o significado de nomes de cidades no link  abaixo:

http://pedraenxuta.wordpress.com/2009/07/29/nomes-indigenas-confira-o-significado-do-nome-de-algumas-cidades-do-estado-de-sao-paulo/